Tecnologia
Tecnologia

A lipoaspiração VASER-assistida (VAL) é um método de pré-tratamento de depósitos de gordura, utilizando-se energia ultrassônica (ondas sonoras), a qual é emitida por uma espécie de cânula, que promove a fragmentação das células de gordura, destruindo sua membrana celular e liberando seu conteúdo gorduroso, que, em seguida, é imediatamente aspirado através de técnicas tradicionais de lipoaspiração.

Tal aparelho foi criado nos Estados Unidos e utilizado inicialmente por apenas 3 cirurgiões em todo o mundo: Dr. Peter Bella Fodor e Dr. Mark Jewel, nos E.U.A, e pelo Dr. Ewaldo Bolívar, no Brasil, escolhidos por sua mundialmente conhecida experiência e excelência em lipoaspiração.

Até o momento pôde-se observar que, em relação a outros métodos de lipoaspiração assistida por ultra-som, o VASER mostrou ser menos traumático, uma vez que suas sondas são mais delicadas e mais potentes, embora apresente um menor aquecimento do aparelho; possibilitar uma maior emulsificação da gordura (por implosão das células gordurosas pela energia das ondas sonoras), confecção de maior número de túneis através do tecido gorduroso a ser tratado, proporcionar aos pacientes menor tempo de cirurgia, bem como menos dor e hematomas no pós-operatório.

Sua maior vantagem consiste na destruição seletiva das células de gordura, preservando vasos e nervos, o que é conseguido através da regulagem das ondas ultrassônicas que liquefazem apenas o tecido gorduroso, sendo responsável pelo menor aparecimento de equimoses no pós-operatório imediato.

Além disso, a liquefação da gordura proporciona uma maior rapidez e eficácia da sucção realizada sempre após a utilização do VASER, diminui a possibilidade de irregularidades, dando à lipoaspiração com tratamento prévio da gordura, um aspecto final mais harmonioso.

O tempo cirúrgico é menor comparado aos procedimentos de lipoaspiração convencional, o que leva conseqüentemente a uma menor exposição às drogas anestésicas, sendo assim, o pós-operatório será mais tranqüilo, com menos dor e uma recuperação mais rápida do paciente, tratando-se de um procedimento bem menos traumático aos tecidos envolvidos.

A energia ultrassônica vem sendo utilizada em procedimentos cirúrgicos há mais de 25 anos, porém seu uso na cirurgia plástica é relativamente recente (1989).

O VASER foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar que conta com especialistas tanto da área médica quanto na área de tecnologia ultrassônica, onde se destaca o especialista em energia Ultrassônica Dr. Bill Cimino, grande estudioso nesta área e um dos responsáveis pela criação do VASER.

Em um estudo realizado e recentemente publicado por ele na Revista da American Society for Aesthetic Plastic Surgery, foram detalhadamente analisados todos os aparelhos de lipo ultrassônica disponíveis no mercado. Foram então retiradas as melhores qualidades de cada aparelho estudado e projetou-se um aparelho ideal, com cânulas mais finas (2,9mm - 3,7mm) e mais potentes, de regulagens variadas, e incluindo a ele algumas funções inovadoras, como o método pulsátil de liberação da energia ultrassônica (método VASER), visando sempre a diminuição do trauma aos tecidos.

Todos os cuidados de pós-operatório são semelhantes ao da lipoaspiração convencional, no que se refere a o uso de malhas compressivas e a não exposição ao sol por um período determinado. Atividades físicas são permitidas, geralmente após trinta dias, de início leve e desenvolvimento gradativo.

O custo da cirurgia é dado conforme o número de áreas a serem tratadas no contorno corporal.